Sistema educacional japonês chama a atenção do mundo

Segundo a Agência de Cooperação Internacional do Japão (JICA), um total de 617 funcionários encarregados da administração educacional de 79 países visitaram o Japão no ano fiscal de 2014 para aprender sobre os métodos educacionais das escolas primárias e secundárias, alta de 70% em relação ao ano fiscal de 2004.

Em 13 de outubro, uma delegação do governo egípcio visitou a escola primária Nibukata em Hachioji, Tóquio e ficou impressionada. “As crianças são bem disciplinadas e trabalham em equipe”, disse um membro da delegação.

De acordo com a delegação, é comum no Egito que os faxineiros façam a limpeza e não as crianças. “Nós gostaríamos de introduzir atividades especiais do Japão, que acolhem as capacidades humanas, em nossa educação escolar”, disse o ex-ministro da Educação Superior Hany Helal.

Conforme o Ministério da Educação, as escolas primárias na Arábia Saudita introduziram a limpeza de salas de aula depois que um programa especial sobre o Japão foi ao ar em 2009 na MBC, uma rede de TV por satélite no Oriente Médio. O programa destacou a limpeza das salas de aula e a hora do almoço em escolas no Japão.

“A consciência de que a educação holística, a qual ensina que o cooperativismo é importante, vem se espalhando globalmente e o sistema no estilo japonês está chamando a atenção”, segundo a Professora Ryoko Tsuneyoshi da Universidade de Tóquio, especialista em educação comparada.

“No entanto, a educação no estilo japonês também tem inconvenientes, que está carente de uma perspectiva cultural, principalmente em relação a grupos étnicos e religiões. Ao aprender uns com os outros, espero que o Japão aproveite esta oportunidade para melhorar o seu próprio estilo de educação. ”

Fonte e imagem: Yomiuri