Olimpíadas de Tokyo: 1.000 voluntários desistiram após os comentários sexistas de Mori

Tokyo – Aproximadamente 1.000 voluntários que deveriam ajudar nas Olimpíadas e Paraolimpíadas de Tóquio neste verão desistiram após comentários sexistas do ex-presidente do comitê organizador Yoshiro Mori, a informação foi divulgada pelo  comitê nesta quarta-feira (24).

As demissões – a partir de terça-feira – representam um pouco mais de 1 por cento dos 80.000 voluntários necessários para ajudar nos jogos deste verão. O comitê organizador disse que essa reviravolta não afetará as operações dos jogos.

Falando em uma reunião do Comitê Olímpico Japonês em 3 de fevereiro, o ex-primeiro-ministro de 83 anos afirmou que a participação de mulheres nas reuniões do conselho as fazia “se arrastar”. Mori renunciou após receber uma onda de críticas no país e no exterior.

Os organizadores disseram que cerca de 390 demissões foram recebidas entre 4 e 8 de fevereiro. Em 11 de fevereiro, esse número quase dobrou para 740.