Novos casos de coronavírus em Aichi, Shizuoka, Mie e outras províncias

NHK / Alternativa 

Tóquio – O Japão registrou 59 novos casos de coronavírus e três mortes na terça-feira (10), elevando o total de infecções no país para 1.277, incluindo os passageiros e tripulantes do navio de cruzeiro Diamond Princess, informou a emissora NHK.
 
Três pacientes morreram nesta terça-feira (10), sendo dois em Aichi e um em Kanagawa, mas as idades e outras informações não foram divulgadas a pedido das famílias. O número de fatalidades por causa do novo vírus subiu para 19 no Japão, incluindo sete pessoas que estavam no navio.
 
Foram registrados 18 novos casos em Osaka, 13 em Aichi, três em Hokkaido, cinco em Saitama, três em Tóquio, oito em Hyogo, dois em Kanagawa, três em Niigata e um em Chiba, Shizuoka, Mie e Quioto.
 
O número de casos em Aichi subiu para 99, a grande maioria na capital Nagoia, mas também há registros na região de Owari e na cidade de Gamagori.
 
A província de Shizuoka teve o segundo caso de covid-19. Um homem com idade entre 50 e 59 anos, que mora em Kanagawa e tem uma casa em Fukuroi, foi diagnosticado na terça-feira, mas os sintomas apareceram bem antes, em 26 de fevereiro.
 
No último sábado (7), o homem pegou um trem-bala (shinkensen Kodama 637) da estação de Shin Yokohama (Kanagawa) até Kakegawa (Shizuoka). Depois, ele foi até Fukuroi usando um trem comum da linha Tokaido e pegou um táxi até sua casa.
 
Na segunda-feira (9), a febre piorou e o homem foi internado em um hospital cujo nome não foi divulgado. O teste positivo saiu no dia seguinte.
 
Entre sábado e segunda, ele esteve em um estabelecimento comercial em Fukuroi. As autoridades de saúde estão verificando se o homem teve contato próximo com alguém nas últimas semanas.
 
Mie também registrou o segundo caso na província. Uma mulher de 30 a 39 anos, que reside na região de Iga, testou positivo para o coronavírus depois de ter tido contato próximo com uma pessoa infectada de outra província.
NÚMEROS DO CORONAVÍRUS
(atualização em 11 de março, às 6h30)
 
JAPÃO
696 infectados (japoneses e estrangeiros) no navio de cruzeiro Diamond Princess, que ficou em quarentena no porto de Yokohama (Kanagawa)
 
11 funcionários do governo infectados no navio
 
14 infectados entre os 700 japoneses repatriadas da China
 
111 casos em Hokkaido
99 em Aichi
73 em Osaka
67 em Tóquio
43 em Kanagawa
24 em Hyogo
23 em Chiba
14 em Wakayama
13 em Quioto
12 em Kochi e Saitama
11 em Niigata
7 em Ishikawa e Nara
6 em Kumamoto
3 em Nagano, Fukuoka, Okinawa e Yamaguchi
2 em Shizuoka, Mie, Tochigi, Gifu, Yamanashi, Ehime e Akita
1 em Miyagi, Shiga, Tokushima, Oita, Miyazaki, Hiroshima, Gunma e Fukushima
 
1.277 casos no total, incluindo 19 mortes (3 pacientes de Kanagawa, três de Hokkaido, dois de Tóquio, um de Wakayama, três de Aichi e sete passageiros do navio). Cerca de 50 infectados estão em estado grave.
 
Do total, incluindo os passageiros e tripulantes do navio, 427 pacientes se recuperaram e receberam alta hospitalar, segundo a emissora NHK.
 
CHINA
3.136 mortos (aumento de 17 em relação ao dia anterior)
80.754 infectados (aumento de 19 em relação ao dia anterior)
 
MUNDO
(os 10 países com mais casos + Brasil)
 
10.149 casos na Itália
8.042 no Irã
7.513 na Coreia do Sul
1.639 na Espanha
1.606 na França
1.139 na Alemanha
647 nos EUA
476 na Suíça
382 na Holanda
369 no Reino Unido
34 no Brasil
 
35.022 casos fora da China e do Japão
 
1.108 mortes fora da China e do Japão (631 na Itália, 291 no Irã, 60 na Coreia do Sul, 36 na Espanha, 30 na França, 25 nos EUA, 7 no Iraque, 6 no Reino Unido, 4 na Holanda, 3 em Hong Kong e Suíça, 2 na Austrália, Alemanha e San Marino e 1 nas Filipinas, Taiwan, Tailândia, Argentina, Egito e Marrocos)