Japão pretende criar um Green Card, para atrair trabalhadores estrangeiros qualificados

A notícia de que o governo japonês está estudando medidas para manter os estrangeiros altamente qualificados no país repercutiu amplamente na imprensa, no domingo (18).

O Japão pretende conceder visto permanente para os pesquisadores, profissionais de tecnologia ou empresários considerados com altamente capacitados, com redução do atual prazo de 5 anos de residência para isso.

O governo quer criar um sistema de Green Card do Japão para Recursos Humanos de Alto Nível, com a pretensão de implementá-lo ainda dentro deste ano fiscal. A intenção é de atrair profissionais de altíssimo nível ao Japão.

Atualmente, a condição para obtenção do visto permanente é que o estrangeiro tenha 10 anos de residência, salvo algumas exceções.

Desde maio de 2012, o governo introduziu um “sistema de pontos de recursos humanos altamente qualificados”, encurtando esse período para 5 anos. Para obtenção do visto permanente são avaliados os seus conhecimentos e capacidade técnica, formação educacional e experiência de trabalho. Se o trabalhador estrangeiro que se aplica a esse visto, obtiver uma pontuação superior a 70,  será certificado como “altamente qualificado”, o pré-requisito para a obtenção do visto permanente.

Com a proposta de reforma desse sistema, o governo pretende melhorar esse sistema de pontos.

Para o estrangeiro qualificado com 70 pontos, poderá obter o visto permanente com 3 anos de residência, enquanto que se obtiver 80 pontos, com apenas 1 ano lhe será concedido o “Green Card do Japão”.

 

Fonte: Yomiuri Shimbun

2 comentários em “Japão pretende criar um Green Card, para atrair trabalhadores estrangeiros qualificados

  • dezembro 21, 2016 em 8:23 pm
    Permalink

    Gostaria muito de ir pois sou pedagoga e tenho filha já morando no Japão a 20 anos .

  • dezembro 27, 2016 em 5:32 pm
    Permalink

    Olá boa tarde.Gostei! Um sonho trabalhar aí no Japão! trabalhei 1 ano e dois meses com o cargo de auxiliar de produção, gostei muito. Hoje, graduada em psicologia (bacharel), á pretensão é trabalhar com a Psicologia Organizacional e estudar.

Fechado para comentários.