Japão já tem mais de 160 casos de Coronavírus

Tóquio – O Japão registrou 65 novos casos de coronavírus em um navio de cruzeiro que foi colocado sob quarentena no porto de Yokohama (Kanagawa), complicando ainda mais a situação das autoridades do país para lidar com o problema, informaram as emissoras TBS e Nippon Terebi nesta segunda-feira (10).
 
Entre os 65 infectados, há 45 japoneses, 11 norte-americanos e quatro australianos, entre outras nacionalidades.
 
O número de infectados somente no cruzeiro Diamond Princess subiu para 135, totalizando 161 casos em todo o Japão. Todos eles foram levados para hospitais especializados em Kanagawa, Tóquio, Chiba, Saitama e Shizuoka.
 
O Ministério da Saúde anunciou nesta segunda-feira que pretende submeter todos os 3.700 passageiros e tripulantes a exames de coronavírus até o fim da quarentena, em 19 de fevereiro.
 
Até agora, o governo providenciou exames somente para cerca de 400 pessoas que tiveram contato com um passageiro de Hong Kong, o primeiro no navio a ser diagnosticado com a doença, ou que apresentaram sintomas como febre e tosse.
 
“Temos instruções para monitorar nossas temperaturas e informar se estamos com febre acima de 37,5 graus”, disse à Reuters um residente de Hong Kong de 43 anos que está no navio com sua família.
 
Ashley Rhodes-Courter, uma norte-americana cujos pais estão no cruzeiro, disse que espera ajuda das autoridades dos EUA para tirá-los de lá. “Todos estão respirando o ar contaminado”, disse.
 
O Ministério da Saúde, no entanto, não vê risco de o coronavírus se espalhar pelo sistema de ventilação do navio.
 
A empresa que administra o cruzeiro Diamond Princess disse que vai devolver o valor integral da viagem a todos os passageiros.
 
O surto já matou 908 pessoas, predominantemente na China continental, e infectou mais de 40 mil, segundo os dados mais recentes divulgados nesta segunda-feira.