Golpistas no Japão estão roubando digitais através de fotos postadas nas redes sociais, alerta instituto

Tóquio – O Instituto Nacional de Informática do Japão (NII, na sigla em inglês) fez um alerta sobre a existência de criminosos que estão roubando digitais de usuários de redes sociais, com o objetivo de acessar informações pessoais e aplicar golpes.
Segundo o órgão, os golpistas dispõem de tecnologias que permitem ler a digital de alguém que aparece em uma foto fazendo o sinal de “V”, por exemplo, mesmo que a pessoa tenha posado a uma distância de até três metros da câmera.
As digitais estão se tornando cada vez mais alvos de criminosos à medida que bancos, fabricantes de telefones celulares e prédios residenciais ampliam a utilização desse sistema para identificação de clientes, usuários e moradores.
Segundo o jornal Sankei, o Instituto Nacional de Informática está desenvolvendo um produto à base de dióxido de titânio que deve ser passado nos dedos, impedindo a leitura das digitais em fotos.
“As digitais de uma pessoa não mudam, então é preciso proteger esse tipo de informação e vamos continuar pesquisando formas de impedir a atuação de criminosos”, disse Isao Echizen, um dos professores do Instituto.
Foto: iStockphoto