Fundação Japão traz atração internacional para o 20º Festival do Japão

A Fundação Japão apresenta, nos dias 8 e 9 de julho, o grupo de dança TRIQSTAR. Vindo diretamente do Japão, os quatro jovens dançarinos trazem ao Brasil o seu lema “do Japão para o mundo”.

Assim, das suas habilidades individuais, os jovens criam coreografias que carregam aspectos da cultura tradicional japonesa e emocionam pessoas de todas as gerações.

As apresentações acontecem dentro da programação do 20º Festival do Japão, nos dias 8 e 9 de julho, às 16h50 e 12h10, respectivamente. O festival acontece no São Paulo Expo, em São Paulo.

Após o evento, TRIQSTAR também realizará uma apresentação exclusiva no MASP Auditório, na terça-feira, 11 de julho, às 19h30, com ingressos gratuitos, que deverão ser retirados com antecedência na bilheteria local.

Com um estilo único que mistura movimentos de robô, slow-motion, waving e moonwalk, mais conhecido como Animation Style, ou Triqdance, o TRIQSTAR tornou-se mundialmente conhecido, especialmente na Ásia, após sua participação no programa Asia’s Got Talent.

Em 2015, a participação dos japoneses no programa reuniu fãs no mundo inteiro, colocando o grupo entre os 6 finalistas dentre os mais de mil inscritos daquela edição.

Nem mesmo a diva pop Madonna poupa elogios quando se trata de TRIQSTAR. Muito antes de tornarem-se mundialmente conhecidos, a cantora assistiu a alguns vídeos de suas performances e rapidamente trouxe Da-Yoshi (líder do grupo) para a sua equipe. Ele ficou encarregado de produzir coreografias, selecionar assistentes e elenco para seis canções da turnê mundial “Sticky & Sweet”, de 2008.

Ao longo de sua carreira, TRIQSTAR esteve ao lado de outros importantes artistas japoneses, como AKB48, SMAP e Kyary Pamyu Pamyu, tanto em trabalhos de coreografia como atuando como dançarinos exclusivos (backup dancers).

Seu estilo “animation” de dança inclui movimentos inspirados nos teatros “Kabuki” e “Noh”, que transmitem o orgulho que têm de suas origens e a vontade de levar a cultura da dança tradicional japonesa para o resto do mundo.

Segundo Da-Yoshi, o projeto tem o objetivo de retribuir um forte sentimento de gratidão que os integrantes carregam em comum.

O líder do grupo também destaca que “poucas coisas são eternas ao longo de nossas vidas. Uma delas é a identidade do país onde nascemos, e carregamos esse aspecto da nossa vida até a morte”.

A cada performance, Da-Yoshi conta que fica mais evidente a todos eles a imagem que o povo japonês construiu ao longo das gerações ao redor do mundo.

Nossos espetáculos são produzidos com o objetivo de transmitir o valor do ‘respeito’, muitas vezes esquecido, tal como o significado da ‘gratidão’, sob o ponto de vista das divindades que protegem a religiosidade dos seres nativos.”

Além do aspecto cultural, o TRIQSTAR possui inúmeras performances sem as tradicionais vestes japonesas, ampliando o alcance com as pessoas de outras culturas e outras nacionalidades.

 

INTEGRANTES


DA-YOSHI

Líder do grupo, já atuou ao lado de grandes nomes da música pop internacional,
como Madonna, atuando como um de seus coreógrafos e dançarinos exclusivos.


RIHITO

Denominado pelo grupo como a vida e a alma do TRIQSTAR,
do alto de seus 1,80m faz também aparições em comerciais de TV.


SHOTAU

Com grande habilidade física, acrescenta
movimentos ativos às performances.

 

CHARLIE

Tornou-se famoso na cena da dança de rua ainda muito jovem.
É peça fundamental no grupo devido à sua técnica apurada.