Entrevista: Octacílio Sakai Júnior

O Cultura Nikkey abre espaço para os candidatos nikkeys expor seus projetos e se apresentarem à comunidade nipo-brasileira de Campo Grande. No total, seis perguntas foram enviadas para os 13 candidatos ao cargo de vereador, com prazo de cinco dias para as respostas após o envio. O questionário é igual para todos os entrevistados e as respostas serão postadas conforme a ordem de recebimento enviadas para a redação.

Nosso quarto entrevistado é o candidato Sakai do PDT.

1- Quem é Octacílio Sakai Júnior

Meu nome é Octacílio Sakai Júnior, também me chamam de Toshio Sakai, nascido em Campo Grande/MS, tenho 44 anos de idade, formado em Direito pela UCDB (Universidade Católica Dom Bosco), fui vice-campeão mundial infantil de Beisebol pela seleção Brasileira, já fui empresário do ramo de aviamentos (Bazar Cerejeira), tornei-me servidor público do Estado em 2012, quando fui aprovado no concurso para Gestor de Atividades Gerais de Trânsito. Atualmente estou licenciado, por conta das eleições municipais, mas fui eleito presidente do SINDETRAN/MS (Sindicato dos Servidores do Departamento de Trânsito de MS) em 2016, assumindo a função em 2017 e fui novamente reeleito em 2020 por mais 03 anos.
 
2 – Por que decidiu se candidatar?
O povo japonês é reconhecidamente um povo trabalhador e honesto. O suor Nikkey vem regando o crescimento da nossa Capital do MS e do Brasil, mas a colheita é dada aos políticos que aí estão, que usam de artimanhas para dividir a colônia, campanha após campanha.
Logo a gente cuja história milenar é de união. Ainda mais em Campo Grande onde existe uma das maiores colônias do Brasil, não temos representante político?
Essa indignação me fez primeiramente buscar conhecimento com as lideranças mais sábias da nossa comunidade, começando com o meu Pai Sr. Octacílio Sakai, o qual me fez jurar não jogar o nome da família na lama com a política, em seguida fui beber da sabedoria dos mais experientes e honrados membros da comunidade Nikkey da nossa capital, como o honrado Sr. Tetsu Arashiro, que já foi vereador da nossa capital por vários mandatos representando a comunidade nipônica, o Sr. Eduardo Kanashiro, Presidente do Okinawa , e por último me reuni com a Diretoria da Nipo (Senhores: Nilton Kiyoshi Shirado – Presidente do Conselho Deliberativo, Nilson Tamotsu Aguena – Presidente da Nipo, Abelardo Matida e Claudio Sussumo Oikawa ambos Diretores da Nipo, o qual apresentamos o projeto de união da colônia e ouvimos críticas e sugestões. Também visitei os amigos, parentes e conhecidos Nikkeys para ter uma noção da comunidade como um todo. Somente depois de percorrer esse caminho que decidi oficializar o meu nome, Sakai, para vereador de Campo Grande, para levarmos a honra e a coragem Nikkey para dentro da casa de leis da nossa capital. Assim como eu, todos os demais candidatos Nikkeys são pessoas honradas; se não for eu o escolhido que vote em outro candidato Nikkey, mas vote dentro da comunidade, porque o mais importante é unirmos a colônia!
 
3 – Qual o grau de descendência?
Sou Sansei.
 
4 – Qual a sua ligação com a comunidade nipônica de Campo Grande?
Venho de uma família humilde que chegou em Campo Grande para tentar a vida em 22 de setembro de 1968. Sei dessa data pois meu pai, esses dias, estava contando e comemorando a chegada dos 52 anos na capital Morena, de como ele com apenas uma mala e cuia nas mãos escolheu e se apaixonou por essa cidade de ruas grandes e geografia plana. Como não tinha muitos amigos ou familiares, foi por amor ao esporte (Beisebol) que ele e os demais japoneses se encontravam. Meu pai é um dos fundadores da ACB (Associação Campo-grandense de Beisebol) e assim iniciou a história da minha família na nossa capital, trabalhando voluntariamente para nossa comunidade: minha mãe, sempre auxiliando meu Pai, lidera ,ainda, a presidência do Funjinkai da ACB por mais de 15 anos. E eu ajudo voluntariamente em todas os eventos da ACB e ainda quando sou convidado para ajudar a outras associações sempre com o intuito de promover a cultura japonesa.
Temos orgulho de possuir dentro da família, todos os 03 filhos do meu pai, servidores públicos concursados. O mais velho PRF, atualmente ocupando um cargo de destaque no CONTRAN, órgão que legisla sobre o trânsito do país, o filho do meio atua na área de tecnologia de informação e é responsável pela base de dados trabalhista do MS e ainda é o atual presidente da ACB pelo segundo mandato.
Minha família sempre priorizou a educação como ferramenta de inclusão social. E foi assim que tive a ligação Municipal, Estadual, Nacional e Internacional com a comunidade Nipônica através do beisebol, um esporte coletivo que ensina de forma lúdica a respeitar as pessoas e as regras da vida.
 
5 – O que os descendentes podem esperar de você, caso seja eleito vereador em nossa Capital?
 
Antes de oficializar a nossa candidatura, primeiramente fui apresentar a mim e o nosso projeto de união da colônia às nossas mais respeitadas lideranças, bem como os demais Nikkeys que conheço, e após ouvir a todos ficou decidido que:
1º- O Chefe de gabinete do nosso mandato será um nome de livre escolha indicado pelas lideranças das associações Nikkeys de Campo Grande, para dar prioridade às demandas nipônicas que chegarem no expediente, orientar-me com sabedoria em tomadas de decisões e fiscalizar a minha própria conduta como vereador;
2º- Vamos levar a honra e coragem Nikkey para fiscalizar de verdade as ações da prefeitura, seja quem for o prefeito. Pois já temos leis em excesso, ao ponto que mais atrapalha do que ajuda, o que realmente falta é fiscalização!
 
Tenho orgulho da minha ascendência japonesa, estou aqui para servir e unir a nossa comunidade, e servir Campo Grande com a honra e a coragem Nikkey.