Comunidade japonesa de Campo Grande começa o ano seguindo a tradição do bolinho da sorte

DSC_0333Na manhã desta quinta-feira (31), a Associação Esportiva e Cultural Nipo Brasileira de Campo Grande (AECNB) realizou o festival do Moti, bolinho feito de arroz que simboliza a união de forças e o esforço humano para se ter boa sorte no ano que está chegando. O evento contou com a presença de diretores e convidados que participaram do preparo do moti.

O “moti” é preparado com um arroz especial, mais duro que o arroz comum. Este deve ser colocado de molho na água durante um dia e depois cozido no vapor.

A socagem no pilão representa uma das fases mais interessantes do ritual. Ela é feita com uma espécie de marreta de madeira. Socar o moti requer certa habilidade e coordenação por parte dos participantes. Enquanto uma pessoa soca, outra deve borrifar água e virar o arroz durante o intervalo da socagem. Isso serve para o arroz não grudar no bastão e no pilão.

DSC_0342Geralmente, o ritual da socagem do moti envolve muitas pessoas, que se revezam no trabalho. Essa participação tem a simbologia da união e do esforço das pessoas.

O moti fica pronto quando a pasta de arroz se transforma em uma massa lisa e firme. A partir daí, a massa é cortada em bolinhos, que são enrolados e passados na farinha com amido de milho, em tamanhos variados conforme a sua utilização.

 

DSC_0307

A Tradição

 Na culinária japonesa, mochi (Leia-se moti,em japonês: 餅; em chinês: 麻糬), é um bolinho feito de arroz glutinoso moído em pasta e depois moldado. Embora seja consumido durante o ano todo, é comido tradicionalmente no Shogatsu (Ano Novo) e em ocasiões especiais como nos nascimentos e casamentos.

Durante as festas de Ano Novo, que no Japão duram vários dias, promove-se em todo o Japão o festival do mochitsuki em que o mochi é preparado e distribuído para o público. Algumas localidades ou entidades agendam o mochitsuki para o terceiro dia do novo ano.

Nesta época, muitas empresas fecham suas portas a partir do dia 28 ou 29 de dezembro, acompanhando o costume japonês de celebrar o Ano Novo em clima de festa pelo menos até o terceiro dia do Ano Novo.

O mochitsuki é um festival que conta com a participação popular desde a arrecadação de fundos, passando pela organização e realização do cerimonial, em que os populares se revezam para pilar o mochi.

Como rito de passagem de ano, o apiloamento coletiva do arroz às vésperas do Ano Novo é emblemático: representa a certeza da recompensa do esforço árduo e solidário, e a distribuição do mochi no Shogatsu, a renovação da esperança de fartura à mesa durante todo o ano que se reinicia.

DSC_0300

DSC_0351

[fancygallery id=”1″ album=”11″]

Um comentário em “Comunidade japonesa de Campo Grande começa o ano seguindo a tradição do bolinho da sorte

  • janeiro 2, 2016 em 11:24 pm
    Permalink

    Parabéns a vocês e à sociedade campograndense!!!
    Tradição que os nikkeis tem orgulho de manifestar, todos os anos.

Fechado para comentários.