Brasil disputa Mundial de Equipes de Tênis de Mesa no Japão

Por Alternativa.co.jp  / Fátima Kamata


Tóquio – O Brasil estreia nesta quarta-feira (6) no Mundial de Equipes de Tênis de Mesa em um palco muito especial: o Ginásio Metropolitano de Tóquio, onde serão disputados os jogos da modalidade nas Olimpíadas de 2020.
 
A equipe masculina treinada por Francisco Arado, mais conhecido como Paco, enfrenta a Alemanha às 17h pelo Grupo C. Já a equipe feminina, do técnico Hugo Hoyama, estreia neste Mundial contra Hong Kong, às 12h45, pelo Grupo D.
 
O evento servirá como teste para os próximos jogos olímpicos. O Brasil conquistou a vaga para 2020 no masculino e no feminino, mas a convocação dos atletas só acontecerá no ano que vem.
 
Maior nome do tênis de mesa do Brasil, Hugo Hoyama segue para sua oitava participação em uma Olimpíada (antes como jogador e agora como técnico do feminino). Nesse Mundial de Equipes ele reconhece que será difícil o Brasil, 27º do ranking mundial, superar as adversárias asiáticas do grupo: Hong Kong é o 4º e a Coreia, 7º do mundo. Porém, ele destaca a importância deste evento como teste para a equipe se preparar para 2020. O time feminino conta com Bruna Takahashi, Jessica Yamada e Caroline Kumahara.
 
A equipe masculina, sexta do ranking mundial, está mais confiante e acredita ter chances de avançar no Mundial. O Brasil está no mesmo grupo de Alemanha (3º do ranking) e Austrália (34º). A seleção desta vez não terá a presença de Hugo Calderano (6º melhor do mundo) e aposta no trio Gustavo Tsuboi, Vitor Ishiy e Eric Jouti.
O Mundial de Equipes é disputado por 12 equipes divididas em quatro grupos de três em cada, tanto para o masculino quanto para o feminino. Os dois primeiros seguem adiante na disputa, em fases eliminatórias, até a decisão no próximo domingo.
 
Jogar no mesmo palco das Olimpíadas tem um significado especial para todos os atletas que estão no Mundial, mas a maioria prefere se conter, porque a equipe que virá às Olimpíadas ainda não está definida. O técnico Paco diz que terá uma “boa dor de cabeça” pela frente com a convocação, num claro sinal de que o Brasil tem hoje jogadores de alto nível à disposição.
 
Com Hugo Calderano confirmado em 2020, o segundo melhor colocado no ranking mundial na época da convocação garante presença no time, enquanto a terceira vaga será uma escolha do treinador.
 
Vitor Ishiy, que venceu a partida no Pré-Olímpico que garantiu o Brasil nos Jogos de Tóquio, prefere não pensar nisso agora. Mas não esconde a alegria de poder jogar no Japão, país de seus ascendentes. Outros que estão na briga por uma vaga na equipe olímpica são Gustavo Tsuboi e Eric Jouti, também em um bom momento na carreira e igualmente com laços sanguíneos japoneses.
 
MUNDIAL DE TÊNIS DE MESA
 
QUARTA-FEIRA (DIA 6/11)
Masculino 
11h
China vs Nigéria
Japão vs Inglaterra
Alemanha x Austrália
Coreia vs EUA
 
17h
China vs. Taipe Chinesa
Japão vs Áustria 
Coreia vs Suécia
Alemanha vs Brasil
 
Feminino
12h45
China vs Egito
Japão vs Áustria
Hong Kong vs Brasil
Taipe Chinesa vs Vanuatu
 
19h30
China vs Ucrânia
Japão vs EUA
Taipe Chinesa vs Romênia
Hong Kong vs Coreia 
 
QUINTA-FEIRA (DIA 7/11) 
Masculino 
10h
Taipe Chinesa vs Nigéria
Áustria vs Inglaterra
Suécia vs EUA
Brasil vs Austrália
 
Feminino 
13h30
EUA vs Áustria
Romênia vs Vanuatu
Coreia vs Brasil
Ucrânia vs Egito

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.