Bolsonaro foi o único presidente em exercício presente na entronização de Naruhito

O presidente do Brasil, Jairo Bolsonaro (PSL), foi o único líder em exercício do continente americano presente na cerimônia de entronização do imperador Naruhito, os demais enviaram representantes. Estiveram presentes outros chefes de estado e representantes de famílias reais, como o rei Felipe VI, da Espanha, e o príncipe Charles, da Inglaterra.

A cerimônia aconteceu no dia 22 de outubro, em Tóquio. A solenidade completou a transição de Naruhito ao Trono do Crisântemo, iniciada em maio após a abdicação feita pelo até então imperador, Akihito, de 85 anos.

O presidente Jair Bolsonaro compareceu na companhia do embaixador do país no Japão, Eduardo Saboya. Ele vestiu um fraque preparado especificamente para a cerimônia, com medalhas de honrarias brasileiras. O presidente fez questão de usar a Medalha do Pacificador com Palma do Exército, concedida a ele por ter salvado a vida de um soldado em 1978.

O evento aconteceu no Palácio Imperial de Tóquio e contou com cerca de 2 mil convidados. O novo soberano, de 59 anos, é agora o 126º imperador do Japão. A abdicação, feita por Akihito no dia 1º de maio, foi algo inédito na dinastia em mais de dois séculos.

A cerimônia foi divida em duas partes, a primeira, que aconteceu na manhã de terça, pelo horário japonês, foi baseada nos rituais xintoístas, na qual Naruhito “informou” aos antepassados imperiais sua entronização. Já o desfile do casal imperial, que estava previsto para a tarde e aconteceria após a entronização, foi adiado devido à passagem do tufão Hagibis.

Inscreva-se em nosso canal no youtube.