A quatro anos e meio para Olimpíada, hospitais de Tóquio já se preparam para receber turistas estrangeiros

sfgndfgn-23A cerca de quatro anos e meio para a realização dos Jogos Olímpicos de Tóquio, em 2020, hospitais da capital japonesa já estão se preparando para receber turistas e atletas estrangeiros.

Desde o mês passado, as instituições médicas designadas pelo governo metropolitano como “hospitais olímpicos” estão testando um sistema de consulta médica utilizando tablets para tradução de sintomas. Os hospitais também estão iniciando a tradução de placas e sinais sonoros para outros idiomas.

“Queremos estar bem preparados para os Jogos Olímpicos”, disse um porta-voz do governo de Tóquio ao jornal Yomiuri.

Um tablet com um questionário médico em inglês, desenvolvido pelo governo local, está sendo testado no Hospital Metropolitano de Hiroo, em Shibuya. Na tala do aparelho aparecem perguntas e opções de resposta para auxiliar o atendimento médico de estrangeiros. Após cerca de 10 interações, o tablet envia o resultado do questionário traduzido para uma impressora.

Dois oito hospitais administrados pelo governo metropolitano de Tóquio, o Hirro é o que mais atende pacientes estrangeiros. Uma pesquisa realizada no início do ano passado constatou que 3% dos pacientes atendidos no hospital não eram japoneses. A direção estima que cerca de 1.400 estrangeiros são atendidos anualmente.

“Um sistema de tratamento médico completamente preparado é uma outra forma de hospitalidade”, disse um representante do Escritório de Gestão Hospitalar do Governo Metropolitano de Tóquio.