Mauricio Deiros, 56, vive na província de Gunma. Ele tem algumas paixões nessa vida, na lista está a família, a música e o timão.

No dia 23, quinta-feira, o brasileiro Mauricio Deiros,  escreveu um texto na sua rede social, de início dava a entender que ele estava indignado com o Japão. Mas para a surpresa dos curiosos que leram até o fim o texto dizia exatamente o inverso. O que ele não imaginava é que isso gerasse tanto apoio e carinho dos internautas.

O texto de Mauricio começou da seguinte forma. Coisas do Japão… Ninguém sabe, mas no ano passado passei por uma situação de desemprego. Imagine você, pobre, velho (56 anos), sem falar japonês, sem entender quase nada, ficar desempregado.

Pois é, após mais de dois anos em uma fábrica, fiquei descontente e em uma quinta-feira avisei para empreiteira que não queria mais continuar no emprego e que iria me desligar. Pedi uma folga na sexta-feira, fui ver um novo emprego de manhã, fiz entrevista e gostei do serviço. Comecei a trabalhar na segunda-feira. Ou seja, com 56 anos de idade fiquei desempregado por apenas algumas horas.  Moral da história, para quem tem coragem, autoconfiança e disposição, sempre existirá um lugar ao sol aqui no Japão. E tem gente que reclama¡