Japão quer 500 mil estrangeiros a mais trabalhando até 2025

Eles poderão atuar nos setores de construção, agricultura, hotelaria, cuidados a idosos e fabricação de navios

Tóquio – O governo japonês pretende criar um novo tipo de visto que permitiria a contratação de trabalhadores estrangeiros não qualificados para atuar em áreas onde há falta de mão de obra, informou o jornal Sankei nesta quarta-feira (6).

O projeto com aval do primeiro-ministro Shinzo Abe prevê a entrada de 500 mil estrangeiros até 2025 para trabalhar nos setores de construção, agricultura, hotelaria, cuidados a idosos e fabricação de navios.

Os estrangeiros interessados deverão passar por testes, incluindo provas de japonês e de conhecimentos da área em que pretendem trabalhar. Os aprovados poderão ganhar um visto de cinco anos, segundo o projeto.

O governo japonês ressaltou, no entanto, que os estrangeiros não poderão ficar no país além do período de cinco anos e que não será permitida a entrada de familiares para fins de residência.

Os estagiários estrangeiros que já estão no Japão poderão obter o visto de cinco anos sem precisar fazer testes e provas. Somando ao período de estágio, eles teriam permissão para trabalhar no país por até 10 anos.

Durante o período de trabalho no Japão, os estrangeiros poderão se esforçar para obter certificados em uma das cinco áreas de atuação. Nesse caso, o tipo de visto mudaria para trabalho qualificado e eles ganhariam o direito de ficar no país por mais tempo e de chamar a família para morar junto.

O projeto do governo, considerado uma estratégia fundamental para combater a escassez de mão de obra, está em fase de finalização.

 

Fonte: Alternativa