Japão pretende abrir mais de 10 campos de trabalho para estrangeiros em 2019

Tóquio – O secretário-chefe do Gabinete japonês, Yoshihide Suga, disse na quarta-feira (26) que o governo está considerando a abertura de mais de 10 campos de trabalho para estrangeiros não-qualificados, liberando um novo visto de residência de cinco anos a partir de abril do próximo ano.
“Mais de 10 áreas de trabalho enfrentarão sérios problemas sem os trabalhadores estrangeiros”, disse Suga em coletiva de imprensa em Tóquio, segundo o jornal Mainichi.
Suga informou que o governo pretende apresentar projetos sobre o assunto em sessão extraordinária do Parlamento ainda neste outono para começar a aceitar mais trabalhadores estrangeiros na próxima primavera.
De acordo com funcionários do governo, os setores que podem ser abertos a trabalhadores do exterior incluem agricultura, silvicultura, pesca, construção, cuidados a idosos, hotelaria e alimentação (restaurantes).
Alguns desses campos de trabalho já recebem estrangeiros através do sistema de estágio do governo ou de acordos com países específicos, mas deste vez a abertura seria mais ampla.
Há duas semanas, o ministro das Relações Exteriores do Japão, Taro Kono, disse que o país está se preparando para aceitar mais trabalhadores estrangeiros, já que sua população está à beira de um forte declínio.
“Estamos abrindo o nosso país. Estamos abrindo nosso mercado de trabalho para países estrangeiros. Agora estamos tentando criar uma nova política de permissão de trabalho, então acho que todos serão bem-vindos no Japão se quiserem se integrar à sociedade japonesa”, declarou.