Japão inicia transmissão de imagens 4K e 8K, mas aparelhos compatíveis continuam caros

Tóquio – A estatal NHK e várias outras emissoras de TV do Japão começaram a transmitir imagens 4K e 8K por satélite no sábado (1), informou a agência de notícias Kyodo.
O conteúdo 4K foi oferecido em 17 canais do sistema BS, sendo a NHK inicialmente a única emissora a exibir programas com resolução 8K.
O sistema BS necessita de uma antena parabólica para receber as imagens via satélite.
O governo japonês tem impulsionado os serviços 4K e 8K a tempo para as Olimpíadas e Paraolimpíadas de Tóquio em 2020, apesar de um número limitado de conteúdos estar disponível em ultra alta definição (ultra high definition – UHD).
A tecnologia 8K permite ver imagens 16 vezes mais nítidas em relação ao atual sistema de transmissão de alta definição, mas atualmente poucos fabricantes vendem aparelhos compatíveis e eles continuam caros.
A Sharp lançou no mês passado o primeiro aparelho de TV no mundo com receptor de imagens 8K.
Os aparelhos com receptor 8K embutido da linha Aquos custam cerca de ¥750 mil (tela de 60 polegadas), ¥1 milhão (70 polegadas) e ¥2 milhões (80 polegadas).
Antes de comprar uma TV 4K ou 8K, é importante prestar atenção se o aparelho tem ou não um receptor integrado.
A maioria dos televisores 4K à venda no Japão tem suporte para imagens de ultra alta definição (4K対応テレビ / 4K taiou terebi), ou seja, a tela comporta essa tecnologia para vídeos do YouTube ou de canais de filmes por streaming, mas não vem com o receptor embutido.
Nesse caso, para poder ver as imagens 4K ou 8K transmitidas pela NHK e outras emissoras é preciso comprar um receptor 4K ou 8K (4K/8K チューナー) à parte, que custa cerca de ¥30 mil.
Fonte: Anternativa.co.jp

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.