Japão começará a cobrar ¥1.000 de cada pessoa que sair do país

Governo quer usar recursos obtidos na melhora da infraestrutura para receber turistas

Tóquio – O Japão deverá iniciar a coleta da taxa de ¥1.000 de cada pessoa, independente da nacionalidade, que viajar para fora do país de avião ou navio a partir da próxima segunda-feira (7), publicou o Japan Times.
De acordo com a lei promulgada em abril passado, a taxa que vem sendo chamada de “taxa sayonara”, será cobrada toda vez que um indivíduo deixar o país, além de pagar a passagem aérea, a tarifa do navio e as taxas de viagem.
O governo planeja utilizar a receita do imposto para tomar medidas para acomodar mais visitantes estrangeiros no país, desenvolver bases turísticas e melhorar os procedimentos de imigração, disseram autoridades.
As pessoas que saem do Japão dentro de 24 horas após trânsito e crianças menores de 2 anos serão isentas do imposto de embarque.
Aqueles que compraram passagens antes da segunda-feira basicamente estarão isentos do imposto.
A receita do imposto é estimada em ¥ 6 bilhões no ano fiscal de 2018 até março de 2019 e ¥ 50 bilhões no ano fiscal de 2019.
Especificamente, a receita será usada para configurar portais de reconhecimento facial nos aeroportos para procedimentos de imigração mais rápidos, além de promover o uso de painéis informativos multilíngues e ajudar a introduzir mais terminais de pagamento sem dinheiro para transporte público.