A rodovia expressa do Japão que passa por dentro de um edifício

O 5º, 6º e 7º andares desse prédio comercial de 16 pisos é ocupado por uma rodovia expressa que passa por dentro dele

Um dos edifícios mais curiosos no Japão é o Gate Tower Building (ゲートタワービル) localizado no distrito de Fukushima, na província de Osaka.

O 5º, 6º e 7º andares desse edifício comercial de 16 pisos é ocupado por uma via expressa que passa por dentro dele.

No andar do edifício onde fica o painel informativo, no térreo, os locatários para os três andares estão listados como a Hanshin Expressway.

As pessoas não têm acesso à essa área, visto que o elevador pula do 4º andar direto para o 8º. Nas laterais foram colocadas janelas iguais aos demais andares, mas só para completar a composição do edifício.

O Gate Tower Building é na verdade resultado de um compromisso incomum entre o dono do terreno e o governo japonês.

Gate Tower Building vista do Umeda Sky Building.

O terreno vinha sendo ocupado por uma empresa de processamento de madeira e carvão desde o início da era Meiji, mas a mudança gradual para outras fontes de combustível resultou na deterioração do prédio da empresa.

Em 1983, o “redesenvolvimento” da área foi decidido, mas permissões para construção foram recusadas porque o desenvolvimento da via expressa já estava sendo planejado para essa região. Os detentores de direitos de propriedade se recusaram a desistir e negociaram com a corporação Hanshin Expressway por aproximadamente cinco anos para chegar à atual solução.

Como resultado de sua aparência única e uso, o prédio também é chamado no Japão de “colmeia”, em parte devido ao seu formato e à intensa atividade de veículos.

Saída Umeda que passa por dentro do prédio.

Com exceção da invasiva via expressa, os negócios na Gate Tower Building são quase normais. A rodovia expressa não faz contato com o edifício e a estrutura que rodeia a via mantém o barulho e vibração longe.

Embora conhecido como Gate Tower Building, seu nome é TKP Garden City Umeda Osaka, por causa da atual proprietária, a TKP.

 

Fonte: Portal MIE